Convívios Fraternos

O Movimento dos Convívios Fraternos, nascido na unidade militar de Castelo Branco em Maio de 1968, dentro de um plano de pastoral castrense, e aberto a jovens não militares em 1971, entrou na Diocese de Santarém em Dezembro de 1981, quando um grupo de jovens participou num Convívio realizado em Portalegre.

 

Trata-se de uma experiência de três dias, com testemunhos dados por outros jovens e algum sacerdote, tempo de diálogo e oração, durante os quais se procura, em ambiente festivo, proporcionar aos jovens um encontro consigo mesmos e com Cristo, de modo a despertá-los para uma caminhada de fé e compromisso cristão na sua comunidade paroquial.

 

Pretende-se que os jovens vivam uma forte experiência de Deus, que os ajude a conhecerem-se melhor e a despertarem para a sua missão na Igreja e na sociedade. Os CF são destinados a jovens e a todos os agentes pastorais que se dedicam ao seu acompanhamento.